(99) 2101-3900 / (99) 2101-3901

08 de setembro, dia da luta por medicamento

08 de setembro, dia da luta por medicamento
Ascom, Marcelo Nunes

O dia 08 de setembro, é o dia da luta por medicamentos, a data é uma programação mundial, criada por ONGs e Instituições que lutam por direitos de minorias, para garantir que todos tenham acesso à medicamentos. Grande parte da sociedade depende remédios diários, sejam crianças, adultos ou idosos, além do mais, temos ainda a população que possui doenças de cuidados paliativos, que necessita de tratamento, via medicamentos, sejam eles antibióticos ou não. Em virtude da data,  o Hospital São Rafael, pontua um texto sobre a importância desta ação. 

(Imagem divulgação, 08 de setembro, dia da luta por medicamentos)

 

Uma parcela da sociedade sabe o que é depender de remédios para sobreviver a cada dia. Basta visitar centro oncológicos, abrigos para idosos, orfanatos e centros de testagem e acolhimentos para pessoas soropositivas. Muitas iniciativas foram tomadas para facilitar o acesso destas pessoas aos processo de tratamentos corretos e gratuito, visto que 70% das pessoas nestas condições não possuem estabilidade financeira, dados do Ministério da Saúde referente ao ano de 2018.

 

É importante pontuar, que  a saúde é um direito que garantido pela Constituição Brasileira para a população. De acordo com o Artigo 196, A saúde é direito de todos sendo dever do Estado garantir  mediante políticas sociais e econômicas ações  visam à redução dos riscos de doença e de outros agravos, dando acesso universal e igualitário às ações e serviços. Dentro deste contexto, os mais beneficiados são aqueles que precisam de medicamentos de alto custo, como os pacientes portadores do vírus HIV, e pessoas  em tratamentos de câncer ou de diabetes

 

Através desta luta, hoje é possível a distribuição gratuita de remédios considerados imprescindíveis para portadores de diversas doenças no Brasil. Uma grande preocupação referente a essa distribuição é a procedência desses medicamentos, visto que no país há um difusão do medicamento genérico, que são destinados a distribuição gratuita para o Sistema Único de Saúde (SUS). Todavia, não são todas as pessoas que necessitam de tratamento, que  tem acesso a essas medicações, decorrente a isso, utilizam da Judicialização da Saúde para obter medicamentos, tratamentos, exames e cirurgias que não conseguem gratuitamente, através de ações judiciais.

 

A campanha proporcionou conquista que oferecem a essa população acesso aos programas de disponibilização de medicamentos realizado através do Sistema Único de Saúde (SUS),  farmácias populares, remédios genéricos entre outros. Também, vale ressaltar, que o Hospital São Rafael presta atendimento gratuito junto com o Sistema Único de Saúde (SUS) para a população através da Unidade de Oncologia adulta e pediátrica. Contudo, apresentamos aqui nossa solidariedade a todos que necessitam de algum tratamento gratuito.


Sem comentários

    Seja o primeiro a comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *