(99) 2101-3900 / (99) 2101-3901

10 de setembro, dia Mundial de Prevenção do Suicídio

10 de setembro, dia Mundial de Prevenção do Suicídio

Todos a favor da vida

Ascom, Marcelo Nunes

O Hospital São Rafael é a favor da vida, e hoje, 10 de setembro, data mundial de prevenção do suicídio, pontuamos um texto sobre a importância desta luta. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 800 mil pessoas se suicidam por ano em todo o mundo. No Brasil são quase 12 mil casos por ano. A campanha foi criada em 2003, com o objetivo de diminuir os índices crescente de autocídio, desde então durante todo o mês 09, são realizadas diversas ações em todo mundo. 

(Imagem divulgação, campanha setembro amarelo)

 

A data não só traz dados crescente dos casos, mas também mostra o quanto é importante cuidar da saúde mental. Também, busca despertar nas pessoas o sentimento de empatia, para que percebam no outros atitudes que necessitam de ajuda, para que não cheguem a pontos extremos como o suicídio. Por isso, é bom sempre pontuar a importância constante da participação ativa de profissionais da saúde em todas as idades.

 

O suicídio pode ser definido como um ato deliberado executado pelo próprio indivíduo, cuja intenção seja a morte, de forma consciente e intencional, usando um meio que acredita ser letal. Também fazem parte do que habitualmente chamamos de comportamento suicida: os pensamentos, os planos e a tentativa de suicídio

 

Dados fornecidos pelo o Ministério da Saúde (MS), através de pesquisas realizadas por a Associação Brasileira de Psiquiatria junto com Conselho Federal de Medicina (CFM), são preocupantes, visto que  falta uma política de atenção, com infraestrutura e recursos humanos suficientes, para ajudar quem sofre com stress, depressão, esquizofrenia e transtornos que podem levar ao desejo da automutilação.

 

Segundo os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) , o Brasil é o oitavo país com mais episódios no mundo de suicídio. No país é registradas uma ocorrência a cada 45 minutos, somando cerca de 12 mil suicídios por ano. Trata-se de uma triste realidade, que registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens. Cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e do abuso de substâncias.O estado como Rio Grande do Sul e  Rio de Janeiro lideram o ranking no país.

 

A prevenção do suicídio não se limita apenas a rede de saúde, pelo contrário, deve ir além dela. Campanhas e ações realizadas por ONGs e Instituições Públicas são essenciais no combate contra as doenças emocionais. Também, é importante pontuar a necessidade da existência de medidas em diversos âmbitos sociais, que poderão colaborar para a diminuição das taxas de suicídio. Práticas esportivas,  ou até mesmo um atenção redobradas com pessoas diagnosticadas com doença emocionais são atos de prevenção.


Sem comentários

    Seja o primeiro a comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *