(99) 2101-3900 / (99) 2101-3901

   (99) 2101-3962 / Agendamentos

Dia mundial do combate ao câncer

Dia mundial do combate ao câncer

Todos contra  o câncer.

Ascom, Marcelo Nunes.

O dia 4 de fevereiro é marcado pelo combate mundial ao câncer, visto que a patologia ocupa o sexto lugar no ranking das dez maiores causas de morte no mundo, segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). No Maranhão o câncer é a maior causa de morte representando 43,18% dos dados gerais. Em virtude da data, o Hospital São Rafael pontua informações relevantes sobre os tipos mais comum e as formas de tratamento do tumor em Imperatriz. 

 

A Unidade de Assistência de Alta Complexidade (Unacon) de Imperatriz atende toda a Região Sul e Sudeste do Estado, também a Região Tocantina, atingindo 43 municípios, realizando 758 consultas só no mês de janeiro. Na Unidade Oncológica adulta do Hospital São Rafael os dez diagnósticos de neoplasias mais comuns são;  próstata, pele, estômago, sistemas hematopoético e reticuloendotelial, brônquios e pulmões, laringe, bexiga, reto, boca, pênis na população masculina. Já para a feminina os mais comuns são; colo do útero, mama, pele, ovário, brônquios e pulmões, sistemas hematopoético e reticuloendotelial, cólon, glândula tireoide, reto, estômago. 

 

O corpo clínico da Unacon do Hospital São Rafael é completo, sendo composto por 17 profissionais, que oferecem aos seus pacientes uma vasta diversidade em atendimentos. Para o Administrador da Oncologia, Valmir Oliveira, a Unidade oncologia em Imperatriz representa o avanço da área da saúde na cidade, visto que os tratamentos oferecidos são similares aos grandes centros do país.

 

Tratamento:

Para iniciar o tratamento pelo o Sistema Único de Saúde (SUS), é necessário o diagnóstico da patologia por um profissional médico. Posteriormente o paciente é encaminhado para o ambulatório de especialidades, no Centro de Saúde Três Poderes, lá são realizados outros exames, para a compreensão do estágio do câncer ou confirmação do diagnóstico. Após a confirmação, o paciente não aguarda na fila comum, passando a ter um atendimento prioritário. Ao final de todo esse processo a Unidade  Oncológica do Hospital São Rafael e notifica e passa a atender o paciente de acordo com o seu tratamento.


Sem comentários

    Seja o primeiro a comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *