(99) 2101-3900 / (99) 2101-3901

Hospital São Rafael realiza implementação do protocolo de segurança do paciente

Hospital São Rafael realiza implementação do protocolo de segurança do paciente

Cuidando para salvar vidas

Ascom, Marcelo Nunes

O Hospital São Rafael é referência em saúde no Sul do Estado e na região tocantina. A Unidade busca oferecer o que há de melhor aos pacientes, visando sempre o bem-estar e a segurança, cumprindo com as normas e os protocolos de segurança. O São Rafael cumpre  três dos seis protocolos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que são eles Identificação do paciente, higienização das mãos e cirurgia segura, além de iniciar a implementação do quarto referente a prevenção por lesão.

(Foto: Ascom, identificação do paciente, protocolo Anvisa)

 

No segundo semestre de 2019,  a Enfermeira do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) e do Núcleo de Segurança do Paciente (NSP),  do Hospital São Rafael, Ana Arraes deu início na implementação dos seis protocolos da (Anvisa) que são eles: identificação do paciente; prevenção de úlcera por pressão; segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos; cirurgia segura; prática de higiene das mãos em serviços de saúde. O HSR tem como objetivo até o final deste ano adesão dos seis protocolos.

 

O primeiro protocolo implantado na Unidade foi o Identificação do paciente, que  garante a correta identificação do paciente, a fim de reduzir a ocorrência de incidentes. O processo de identificação do paciente deve assegurar que o cuidado seja prestado à pessoa para a qual se destina. Também é realizado na Instituição o de higienização das mãos que é considerado como um dos pilares da prevenção e controle de infecções dentro dos serviços de saúde, incluindo aquelas decorrentes da transmissão cruzada de microrganismos multirresistentes. Além de oferecer ao pacientes o terceiro protocolo que é de cirurgia segura que reduz a ocorrência de incidentes e eventos adversos e a mortalidade cirúrgica, possibilitando o aumento da segurança na realização de procedimentos cirúrgicos, no local correto e no paciente correto, por meio do uso da Lista de Verificação de Cirurgia Segura (LVSC).

 

As metas de segurança do paciente são baseadas nas normas internacionais da Organização Mundial da Saúde (OMS), que tem como objetivo prevenir eventos adversos que são incidentes que resultam em dano não intencional decorrente da assistência, e não relacionado à evolução natural da doença de base do paciente. Decorrente a isso, os protocolos desenvolvidos visam orientar profissionais na ampliação da segurança do paciente nos serviços de saúde. Também é realizado na Instituição o de higienização das mãos que é considerada como um dos pilares da prevenção e controle de infecções dentro dos serviços de saúde, incluindo aquelas decorrentes da transmissão cruzada de microrganismos multirresistentes.

 

O Núcleo de Educação de Educação Permanente (NEP), realiza treinamento para os setores e serviços da Unidade para que os colaboradores cumpram sua atividades de forma corretas de acordo com as normas de segurança e ofereçam aos pacientes atendimentos  mais seguros e eficazes. 


Sem comentários

    Seja o primeiro a comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *